Para Leitura

A FHO

O mercado de trabalho do economista
Prof. Leonardo Antonio Santin Gardenal
05 minutos
Professor do curso de Economia da FHO

A profissão de economista, atuação exclusiva dos bacharéis em Ciências Econômicas, foi regulamentada em 1951 e garante a esses profissionais a atuação tanto no setor privado como no setor público, com o objetivo de realizar análises, avaliações, estudos de viabilidade econômica, entre outros. Mas, na prática, sabemos que sua atuação vai muito além!

Muitos economistas se tornam empreendedores, dedicam-se ao Mercado Financeiro, ao Comércio Internacional e até mesmo à gestão pública. No entanto, se a atuação do economista é tão ampla, por que nem sempre encontramos um cargo de “Economista” em uma empresa ou em um processo seletivo?

Esse questionamento dá destaque a uma das características mais prestigiadas pelos recrutadores e pelo mercado. E a resposta para isso é muito simples: a economia é uma profissão que possibilita trabalhar em uma infinidade de cargos e campos de atuação profissional, em virtude do seu perfil, marcado pela diversidade de campos de atuação e pela riqueza da combinação de conteúdos técnicos, teóricos, humanísticos e quantitativos (são poucas as profissões que proporcionam uma capacidade analítica e cultura geral tão ampla).

A própria formação do economista é abrangente e diversificada, ao desenvolver conhecimentos sobre a sociedade, sobre a História Econômica e a realidade brasileira, somado ao conhecimento aprofundado em métodos quantitativos, gestão e, claro, na própria Teoria Econômica.

Se fizermos uma rápida pesquisa sobre as habilidades profissionais mais desejadas pelas empresas na hora da contratação, facilmente encontraremos como resultado: proatividade, dinamismo e principalmente flexibilidade.

Ser flexível significa que o profissional deverá ter adaptabilidade e buscar soluções inovadoras diante de um cenário em evolução contínua. E o economista responde plenamente a esse perfil! É um profissional apto a ocupar cargos de analista e de gestor nas mais diversas áreas do mercado, e não somente naqueles cargos que são prerrogativas da sua profissão.

Em quais áreas o economista pode atuar?

Vamos agora, de forma prática, conhecer algumas das diversas possibilidades de atuação para um economista no mercado de trabalho:

Nas empresas: o economista poderá se dedicar à gestão financeira (de curto e de longo prazo), ao comércio exterior, ao planejamento estratégico, aos estudos de mercado, à análise de viabilidade econômica, à formulação de orçamentos, à política de compras, logística, entre outros cargos.
No sistema financeiro e nos bancos: o economista poderá atuar na análise de rentabilidade, nas avaliações de investimentos, na classificação e gestão de riscos, no desenvolvimento e na precificação de produtos bancários e também na construção de modelos de análise econômica e financeira.
Na Bolsa de Valores: o economista pode atuar realizando análises, nas avaliações micro e macroeconômicas, na previsão de mercado e também na área de investimentos. Nas corretoras e demais instituições ligadas à Bolsa de Valores, os economistas podem cumprir o papel de analista de investimentos, de mercado e assessor especializado, entre outras atribuições.
No Setor Público: junto aos governos (nas esferas municipal, estadual e federal) o economista pode realizar auditorias e atuar formulando políticas econômicas e políticas públicas. Além disso, o economista bem formado é capaz de construir índices econômicos, indicadores de desempenho e de realizar análises ligadas às Finanças Públicas.
Em uma carreira acadêmica: o economista pode se destacar, lecionando em cursos de graduação e pós-graduação, atuando como pesquisador e realizando treinamentos e apresentações.
Na área de seguros e previdência: a realização de planejamentos financeiros, elaboração de cálculos atuariais e previdenciários também representam excelentes oportunidades de trabalho para os economistas.

Agora que você aprendeu mais sobre as áreas de atuação do economista, pesquise, converse com profissionais de suas áreas de interesse e, certamente, você perceberá que esta carreira permite realizar um conjunto de atividades profissionais muito maior do que você imaginava.

O economista é um formador de opinião, um estrategista e tem uma visão ampla e eclética sobre a sociedade. Por isso, não falta campo de atuação profissional para bons profissionais.

Cadastro de interesse

Gostou desse conteúdo e quer ficar por dentro das novidades do Vestibular, Concurso de Bolsas e Feira das Profissões da FHO? Faça seu cadastro e receba mais informações:

Eu concordo em receber informações sobre o Vestibular e Concurso de Bolsas 2022 da FHO e sobre a Feira das Profissões.